quarta-feira, 7 de abril de 2010

Minha vida mudou.
Não, não foi uma mudança simples. Não foi o corte de cabelo ou aquelas mudanças na rotina. Nenhum curso novo ou amigos novos. Não foi um novo emprego, nem uma nova oportunidade.
É um amor novo… Desses que eu nunca pensei que sentiria na vida ou que pudesse merecer.
Este ano não tem sido fácil para mim… e no meio do completo caos, surge alguém. Alguém que na verdade eu nunca quis, porque gostava dessa minha vida sem compromisso. Alguém que eu nunca entenderia e nunca teria paciência.
Deus faz as coisas de forma que na maioria das vezes é difícil entender.
Não gosto de ser responsável. Eu não queria crescer. Meu pai ainda reclama dos meus horários e briga comigo quando invento de fazer algo que ele acha perigoso (ou seja, tudo) ou quando tomo Coca-cola no café da manhã. Quando estou lá e ele chega da rua, eu ainda pergunto se trouxe algo para mim, e fico frustrada quando as sacolas estão cheias de batatas, repolhos, tomates, e diz que é para mim também.
Só que Deus quer que eu cresça, veja que o tempo está passando e que está na hora de mudar os papéis, aprender a ser mãe, e (quem sabe?), dar um pouco de paz a minha.(a gente nem queria sair do útero, né?)
Eu falei para Ele que eu não queria, que não estava na hora ainda, que minha vida está um caos, que não sirvo para essas coisas, que não gosto nem de bichinho de estimação… Falei que sou chata, egoísta e não tenho paciência.
Mas, Deus parece meu pai… Diz sempre que sabe o que é melhor para mim.
É… Poizé… Eu vou ser mamãe. E sabe… esta semana vi o meu neném e ouvi o coraçãozinho dele dentro da minha barriga… Eu nunca tinha visto algo mais lindo no mundo ou sentido tanto que Deus existe… e para falar a verdade, eu nem sei se mereço…
Minha vida está recomeçando agora.
Apesar do preço alto que a gente paga, de tudo que a gente perde quando vem assim numa hora inesperada… Apesar do desespero… Esse é o maior amor da minha vida.

Agora, onde já se viu tomar Coca-cola no café da manhã??? Eu, hein.Hora de chegar em casa é às 10. O que as pessoas fazem fora de casa depois disso? Não tem necessidade, o mundo está perigoso.
E oh filho tem que ser obediente. A mãe sempre sabe o que é melhor para ele.
(é, né?)
Beijo pra todo mundo.
E não esqueçam de obedecer suas mães! Elas sabem de tudo!(impressionante!)
Amor de mãe não começa quando você nasce… É desde quando você existe. Não seja um filho ingrato… Sua mãe te ama.
É amor além da vida. Amor de Deus.

4 comentários:

Diego Cosmo disse...

http://dcosmo.blogspot.com - Constantes reflexões, Rumo a novos pensamentos! "Cosmo a Pé"

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Geraldo Brito (Dado) disse...

Gostei da forma como você compartilha e expressa seus acontecimentos. Parabéns pelo blog!

Tiago disse...

Nem consigo dizer o quanto vc me toca... de verdade... não sou uma garota, mas vejo muito de mim no que escreve... vc é fantástica...