sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Pá frente!

Hoje, lá na loja chegou a Gabriela, a Gabriela é filha dos meus patrões, tem entre 6 7 anos e é demais de inteligente. Até me irrita a inteligencia dela porque ela me pega pra cristo e faz um monte de pergunta que eu ou não quero responder ou não tenho tempo de respoder.
Daí que hoje eu enrrolada lá, me chega ela:
- Oi Kenia.
- Oi Magrela, tudo bem?
- Não, meu pé tem um calo.

Oi? Crianças com 6 anos não tem calo nos pés.

- Mas porque, Gabi?
- Porque meu sapato tá apertado.
- Então porque você não tira.
- Porque eu gosto deele e não quero tirar.

Gente. Não acredito que uma crinaça que não tem nem 10 anos está argumentando comigo...

- Então na reclama.
- Não to reclamando, você quem perguntou.
- Ok.

Silêncio.

- Gabi, pede pra Fabrinne pegar a pasta de nota pra mim.
- Peço, mas o que é isso?
- Ah, ela sabe o que é.
- Todo mundo me fala isso. "Ah ela sabe o que é".
E sai batendo o pé.

Eu arrumei um trampo novo. E arrumei uma criança que raciocina, discute comigo e ganha. Quando ela tiver 10 anos, vai me ensinar a resolver problemas mais complexos, como não perder a paciência com aqueles desprovidos de noção ou não começar a sofrer agora porque daqui a uns dias vou trabalhar durante a noite.

Um comentário:

Nathalia disse...

hahahaha eu fui uma criança prodigio... acredite, aos 10, ela vai ter normalizado jah! hahaha