domingo, 18 de maio de 2008

Série: Coisas que só acontecem comigo parte 2

Há algumas horas atrás eu não tinha nada de interessante pra contar aqui. Há algumas horas eu também não achava um moçoilo que frenquentou meu circo há alguns anos tão estranho. Achei que ele era só sem noção mesmo. Mas, como nem tudo é o que é. Ele me fez mudar de idéia. Sabe aquele cara que frequentou tua vida há anos atrás e foi uma companhia agradável. Dava um caldo e tal. Então, teve uns tempos ai, já deve ter um mês, acredito. Que vi ele on line no orkut e fui puxar assunto. Coisa boba. Eis que, ele vem todo cheio de coisa pro meu lado, e eu não tinha porque evita-lo. Dei corda pro rapaz. Combinamos de nos ver no fim de semana. Beleza. Mesmo esperando que talvez ele desse bolo, fiquei esperando. Não foi, mas mandou msg avisando. Ok. Então tá, né. Disse que no outro dia me ligava. Não ligou. Ok, tava no script também, ele é homem, isso explica quase todo tipo de atitude estranha que ele pudesse ter. Fiquei meio puta, mas nada demais. Não era nada que me fizesse falta. Os dias passaram e eu não falei mais com ele. Achei desaforo e não ia dar o gosto dele achar que eu tava indo atrás. Porque homem, sempre acha que a gente tá atras. Não entendo. Deve ser coisa de cromossomo Y, mas o fato é que eles pensam que tudo que a gente faz é em função de chamar atenção deles. Deixa pensar né, melhor não contrariar.
Aí que ontém estava eu, linda e loira numa festa. E o celular devidamente na bolsa. Não esperava ligação de ninguém. E se não fosse meu pai/mãe no telefone avisando que estavam morrendo. Ou indo pro hospital. Eu não ia atender. E se fosse esse o caso teriam ligado diretamente na casa da pessoa, pois sabiam onde se passava a festa. Devido a esse fato eu não ouvi o princeso ligar. Não contente em ligar, ainda mandou duas mensagens. Hora que eu peguei o telefone, já fazia algum tempo que ele tinha ligado e não retornei. E nem dei muita trela. Ligar 3 horas da manhã sem aviso prévio é um pouco demais pra mim. Só fiquei encucada em saber o que o princeso queria com a minha pessoa aquela hora, embora tivesse quase certeza da resposta. E nada contra isso, porque sempre jogamos limpo um com o outro. Queríamos exatamente a mesma coisa. Só que isso não significa que eu estou à disposição dele a hora que ele decidir me ligar. As três horas da manhã, sem aviso prévio, eu, nesse caso, particularmente acharia melhor ele procurar a ajuda de uma profissional, né.
Daí hoje ele entrou no msn e veio falar comigo, expliquei o que aconteceu com o celular. E disse pra ele me ligar de dia de semana que seria mais fácil. Ele mandou um "perdeu né". Como assim, perdi? Perdi o quê? É pra rir? Não sabia que ele tinha o pinto de ouro, ou qualquer coisa que o valha. E não, ele não estava me zuando. Sim, ele estava falando sério. Ele realmente acha que quem perdeu fui eu. Respondi que quem perdeu foi ele. Gente, ouve, ele liga. Ele manda mensagem. Ele vem falar que eu perdi? Bizarro. Além de tudo é esnobe. Vê se eu posso com uma coisa dessas. A juventude masculina está perdida.
Esse nosso encontro tá demorando demais. Ainda bem que ele já é manjado no meu circo e eu nem espero muito. Se esperasse ia morrer seca.
Se ele realmente fizesse tudo que ele fala. Eu seria a mulher mais feliz do mundo. Pelo menos por algumas horas, ahh se seria, viu.
Ninguém merece.
Ninguém merece.

Um comentário:

Nathalia disse...

hahahahahah PERDEU!!!!

à altura de perdeu, acho q soh "roubei"! hahaha nao nao... seeeeeeeca! hahahahah ain kenia maria.

é pra cair o cu da bunda né baby!